• Daiane Fernandes

Os 10 bloqueios mentais mais comuns e como lidar com deles

Atualizado: 21 de dez. de 2021

Quando estamos tentando resolver um problema difícil como escrever um artigo interessante ou até mesmo iniciar um negócio, é quando ele surge: o bloqueio mental.

Não adianta: em meio a tanto conteúdo e tantos negócios, ser criativo ainda é essencial. Mas a verdade é que ninguém é de ferro e vai acontecer com todo mundo em algum momento o chamado bloqueio mental.


No meu e-book falo um pouco sobre isso, citando algumas ações que funcionam bem para mim quando um bloqueio desses acontece. Mas aqui neste artigo eu quero falar sobre os principais tipos de bloqueios, para que você talvez se identifique com algum ou alguns deles e perceba que isso não acontece só com você.


Além disso, tem como quebrar um bloqueio mental, ser criativo e resolver seus problemas! Basta identificar o bloqueio, mudar a direção ou fazer uma pausa, e seguir em frente.


O que é um bloqueio mental?


A primeira coisa que a gente sente quando encontra um bloqueio mental é que nunca vai conseguir realizar aquela tarefa. Ficamos paralisados, seja porque a tarefa é difícil mesmo, ou por falta de informação, por não saber ao certo por onde começar ou não ter a mínima ideia de como resolver a questão.


Pessoas passam por situações assim o tempo todo, todos os dias. Então, precisamos aprender a lidar com o bloqueio, mas entender que é natural que ele aconteça. Ao saber que não é um "defeito" seu sentir a mente bloqueada, já é um grande passo para sair dessa posição.


Também costumamos ficar nos perguntando se tomamos as decisões certas diante de bloqueios mentais, porque não nos sentimos confiantes o suficiente para seguir em frente. Por isso, bloqueios mentais costumam fazer as pessoas abandonarem projetos e as impedem até mesmo de começá-los. E você não quer isso, não é?


O que causa um bloqueio mental?


Inúmeros fatores contribuem para a existência de um bloqueio mental, mas o principal deles é estar com uma preocupação muito grande com o resultado que a sua ação vai ter. Você tem medo de não ter sucesso, medo de não responder às expectativas, sejam suas ou de outras pessoas.


É bem simples entender isso, não é? Quando você não se preocupa com algo, é porque não liga muito para aquilo, então dando certo ou errado, vai estar tudo bem. Mas quando você quer ou exigem de você que algo dê certo, sua preocupação cresce. Se você é uma pessoa ansiosa, isso pode ser ainda pior.


Mas aí está a grande sacada: o bloqueio mental está realmente apenas na sua mente. Conhecer os principais bloqueios e identificar quando eles estiverem acontecendo é a melhor forma de superar um bloqueio mental. Vamos falar um pouco sobre cada um deles?


1. Focar no pensamento lógico


Nossa, acredite: eu sofro muito disso. Sou uma pessoa que precisa encontrar a lógica de tudo. Meu namorado até brinca comigo porque eu tenho um bordão que é "nada faz sentido". Na vida, muita coisa não faz sentido. Aos poucos, tenho procurado entender que nem sempre o pensamento lógico é capaz de resolver tudo.


A vida é tão ilógica, que às vezes beira a loucura, não é mesmo? Então, apesar de o pensamento crítico baseado em lógica ser essencial para viabilizar uma ideia criativa, se permita pensar metaforicamente.


Quando percebemos que a "verdade" normalmente é simbólica - sim, isso é bem profundo, mas pense a respeito - você começará a descobrir que está realmente livre para criar alternativas. Cultivar esse pensamento vai ajudar você a sair do bloqueio mental do pensamento lógico.


2. Buscar a resposta certa


A culpa disso é a nossa própria formação escolar, que nos obriga a sempre saber a resposta certa. Por isso, quando estamos diante de um problema, nos esmeramos em encontrar a bendita resposta certa, a solução exata, a única que cabe para aquele problema.


Esse pensamento ajuda o nosso funcionamento enquanto sociedade, mas bloqueia o pensamento criativo. Se precisamos de uma resposta certa exclusiva, ignoramos muita coisa boa pelo caminho e não tomamos diversas direções, por acreditar que apenas isso ou aquilo nos levará à solução perfeita.


Isso porque na verdade existe mais de uma resposta certa e, constantemente, a segunda resposta costuma ser melhor que a primeira, a terceira melhor que a segunda. Talvez a 37ª seja melhor que a 36ª. Quando paramos na primeira resposta que consideramos certa, nos impedimos de encontrar todas as outras respostas que teriam vindo logo depois - e muito melhores.


Boas ideias muitas vezes vêm de inversões do problema, que levam para uma resposta certa nunca antes imaginada. É preciso experimentar. Portanto, não se limite a um único jeito de pensar.


3. Querer apenas praticidade


Assim como a lógica, querer ser prático demais também nos bloqueia mentalmente. Queremos - e muitas vezes precisamos - entregar algo tão rapidamente, que não nos permitimos dar aquela "viajada na maionese" que nos levaria a uma ideia incrível.


Temos tão pouco tempo para imaginar, que já pensamos direto na viabilidade e vamos eliminando ideias consideradas loucas ou ousadas demais, mas que poderiam ter sido lapidadas e perfeitamente usadas se não quiséssemos ser tão práticos assim.


4. Seguir regras sempre


Ser criativo é sobre desconstruir ideias, conceitos e regras. Se você quer sempre seguir todas as regras estabelecidas, esse provavelmente vai ser um grande bloqueio mental, pois criar tem a ver com perguntar o porquê das coisas e também perguntar por que não fazer diferente. E se...?


Quebradores de regras são constantemente elogiados, porque isso realmente funciona. Veja Nubank e Uber que não me deixam mentir, mas poucas são as pessoas que realmente quebram regras. A maioria costuma defender as regras que segue, mesmo quando essas regras nem sequer funcionam.


Falar é mais fácil que fazer, mas de todo modo, se quebrar uma regra parecer uma boa ideia para resolver o seu problema, não se sinta bloqueado por isso.


5. "Esse não é o meu trabalho"


Diversas vezes já me deparei com esse bloqueio aqui. No mundo publicitário, você precisa saber e lidar com diversas áreas. Acham que redatora só escreve? Não, não. Já atendi clientes, já criei pautas, já precisei delegar tarefas, dar um jeito em layouts, descobrir como impulsionar anúncios em redes sociais, contatar mídias de massa, entrevistar pessoas.


E é bem verdade que quando essas tarefas fora do meu trabalho chegaram eu me caguei de medo. Não é fácil começar a fazer algo que você nunca fez antes. Porque você tem que sair da zona de conforto, ir atrás e descobrir como fazer. O ambiente publicitário traz essas demandas inesperadas, porque a gente tem que estar sempre correndo atrás do atual.


E o atual vive mudando. Então, dizer simplesmente que "esse não é o meu trabalho" é um grande bloqueio mental, porque só vai paralisar você a não fazer o que precisa ser feito. A gente sabe que às vezes teria que ser contratada uma pessoa pra fazer essa tarefa, mas algumas coisas são momentâneas, então as agências publicitárias trabalham com o capital humano que têm.


Além disso, pessoas criativas não vivem querendo saber tudo? É sempre uma oportunidade para aprender coisas novas fazer aquilo que não é o seu trabalho. Você pode e dever ser especialista no seu trabalho, mas nada impede de ser uma pessoa exploradora de novas áreas sempre que der pra fazer isso. Por que não?


6. Não se divertir


Quando a ideia não vier, se pergunte se você não está tão paralisado em entregar algo bom que esqueceu de se divertir. O problema que você precisa resolver virou um verdadeiro porre, você nem quer mais ver isso na sua frente. Bem, esse é o bloqueio mental da falta de diversão.


Muita gente não consegue atrelar o trabalho à diversão e isso é um erro. Tá certo que na maioria das vezes a gente precisa mesmo ser sério e todo trabalho tem tarefas que, mesmo não gostando, precisamos fazer, mas nunca encontrar espaço para se divertir com o seu trabalho pode estar bloqueando sua mente e também os resultados que você poderia ter.


Já parou para pensar que as pessoas que mais apresentam ideias e soluções criativas são as que são melhor recompensadas, enquanto quem só funciona como uma peça da operação executando tarefas costuma ser empregado em benefício de quem pensa de maneira criativa?


Trabalhe duro, mas procure se divertir. Se você só trabalhar duro, sua mente vai bloquear você.


7. Não aceitar a ambiguidade


Na mesma toada da lógica, assim como a vida nem sempre tem sentido, existem muitas situações ambíguas. Se você parar para analisar com mais cuidado, vai perceber que, até certo ponto, tudo é ambíguo.


Só que é do ser humano querer ter certeza das coisas. É por isso que a maioria das pessoas foge da incerteza e também das ambiguidades. Mas quem deseja inovar precisa enxergar a ambiguidade como uma aliada e aceitá-la.


Isso quer dizer que você pode ter um bloqueio mental quando acredita que tudo é 8 ou 80. Poxa, e o 9, o 19, o 27, o 31, o 52, o 78? Todas as coisas aceitam mais de um tipo de leitura e podem significar coisas diferentes, bem como não existe apenas uma leitura correta. A leitura que você ignora pode ser aquela que vai resolver o seu problema!


8. Não ser tolo


Sabe quando a gente tá naquela reunião tentando ter uma ideia bacana e vem um pensamento que parece totalmente bobo ou inadequado na cabeça? Você deveria falar mais vezes esse tipo de coisa, ao invés de guardar só para você.


Sabia que faraós egípcios, imperadores chineses e até mesmo a realezas europeias consultavam tolos, os bobos da corte, quando confrontados com problemas difíceis? A pessoa do tolo permitia que a verdade fosse dita. E quantas vezes você já não teve vontade de dizer algumas coisas, mas se calou com medo de não parecer "sério"?


Esse é o bloqueio do medo de parecer tolo. Seja tolo! Boas ideias podem vir daquilo que ninguém tem coragem de dizer, mesmo quando é o que a maioria na verdade sente.


9. "Eu não sou criativo"


Esse é o bloqueio mental que me fez escrever um e-book chamado A descoberta da criatividade. Quantas e quantas pessoas simplesmente não começam um projeto ou têm medo de inovar por que consideram que não são criativas?


Todo ser humano pode ser criativo, basta querer. Basta direcionar o olhar, pesquisar, conversar com pessoas diversas, ir à luta. É sobre inspiração e muita transpiração. Então, ao invés de dizer a si mesmo que não é capaz, use toda essa melancolia para alimentar o seu repertório.


A mente humana é capaz de ter ideias incríveis. Alimente ela com inputs, vídeos, livros, passeios, referências diversas e acredite: a solução chegará.


10. Não aceitar que errar é humano


Por fim, um dos maiores bloqueios mentais é o medo de errar. Se permita errar. Errar e aprender, aprender e acertar. Somos constantemente cobrados em acharmos soluções ideais e perfeitas, mas boas ideias às vezes também precisam de erros. Tenha coragem de colocar suas ideias em prática e aceite o erro com o coração aberto.


Erros não precisam ser vistos como algo ruim. Vou até dizer algo bem clichê, mas que cabe muito bem aqui: o Thomas Edison errou mais de 1.000 vezes antes de acertar a lâmpada. Será que ele tinha medo de estar errado? Eu acredito que não.


Se aprendemos muito mais com nossos erros do que com nossos acertos, porque diacho temos tanto medo de errar? Qual é a pior coisa que pode acontecer ao estar errado? Não é algo tão ruim assim, não é?


Espero que esse texto possa ter ajudado você a desbloquear a sua mente. Acima de tudo, acredite em você. Tem dicas para evitar bloqueios mentais? Deixe nos comentários, vou adorar conhecer!

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo